A Volkswagen do Brasil anunciou esta terça-feira que despediu 800 empregados da sua fábrica Anchieta, em São Bernardo do Campo, em São Paulo. E isto numa semana em que cerca de 11 mil funcionários voltaram de uma licença remunerada, de cerca de um mês.
 
«Devido ao cenário do setor automóvel, diversas medidas de flexibilização da produção foram aplicadas desde 2013, como por exemplo férias coletivas, suspensão temporária dos contratos de trabalho (lay-off), entre outras. No entanto, todos os esforços não foram suficientes», afirmou a empresa em comunicado, citado pelo «Globo».
 
Em 2014 o Volkswagen Gol, modelo de automóvel mais popular do Brasil há cerca de 27 anos, perdeu terreno para o Fiat Palio e houve também problemas com exportações na Argentina.
 
Todas estas situações fizeram com que a produção da marca caísse para 15%.