A sucursal de Angola da construtora portuguesa Teixeira Duarte garantiu uma empreitada para reabilitação e ampliação escolar em Luanda por mais de 17,5 milhões de euros, segundo despacho presidencial a que a Lusa teve acesso.

De acordo com o documento, em causa está a «necessidade de se proceder à reabilitação e ampliação» das escolas secundárias designadas por «Mutu ya Kevela» e do Centro Pré-Universitário de Luanda, «visando o aumento da capacidade de ingresso de alunos».

«E consequentemente a melhoria na qualidade de ensino a ministrar», lê-se no despacho presidencial, de 23 de setembro, citado pela Lusa, em que José Eduardo dos Santos autoriza a contratação da empreitada pelo Ministério da Educação angolano.

Trata-se de um contrato de 2.196.691.312 kwanzas (mais de 17,5 milhões de euros) para uma obra a executar pela sucursal de Angola da Teixeira Duarte - Engenharia e Construções, segundo o mesmo despacho, em que o Presidente angolano autoriza ainda a libertação de recursos financeiros para o efeito.

Aquela construtora portuguesa tem em curso várias obras em Angola, sendo a construção do edifício sede da Assembleia Nacional uma das mais emblemáticas e com inauguração agendada para este ano.

Segundo informação da empresa, de 2010, este novo centro político e administrativo de Luanda representa um contrato de 185 milhões de euros, celebrado ao abrigo da Convenção Financeira Portugal-Angola.