A TAP vai acelerar os seus planos de expansão para os Estados Unidos da América (EUA), com a aquisição de dois novos aviões A330-200, e também para Espanha, com operações entre Lisboa e Vigo, a partir de junho.

A cabina destes novos aviões apresenta 20 cadeiras totalmente lie flat, numa posição mais deitada de modo a manter a coluna numa posição horizontal, na classe executiva e novas cadeiras  slimline na económica, ambas com maior distância entre si.

Com os dois A330-200 adicionais a frota de Longo Curso da TAP passa a contar com um total de 20 aviões. Os aparelhos têm capacidade para 271 passageiros, 20 em classe executiva e os restantes em classe económica. Segundo a companhia, “os passageiros vão desfrutar das mais evoluídas soluções áudio e vídeo”.

Em comunicado, a companhia aérea portuguesa disse que o objetivo é dar “incentivos para que os viajantes americanos escolham Lisboa como a escala preferencial nos seus voos de e para a Europa”.

A TAP vai também estrear-se a fazer voos entre Lisboa e Vigo. A estratégia é obter um crescimento de 16% nos voos para Madrid, Bílbao, Valencia, Oviedo, Corunha e agora também Vigo, mas vai suspender as operações entre Porto e Barcelona.

O plano de expansão para os Estados Unidos está relacionado com o “arrefecimento económico que se está a verificar em alguns dos principais mercados internacionais com a TAP, como o Brasil ou Angola” e “diversificar os mercados onde a companhia opera”.

Fernando Pinto, presidente da TAP, anunciou recentemente que a transportadora regional Portugalia (PGA) vai passar a chamar-se TAP Express, e até julho vai ter a frota totalmente renovada com 17 aviões.