A Sumol+Compal lucrou 4,4 milhões de euros em 2013, mais 3,5 milhões de euros do que no ano anterior, resultados que o grupo de bebidas justifica com a evolução das vendas internacionais e com a performance operacional.

Segundo a informação enviada à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o EBITDA (Lucro antes de Juros, Impostos, Depreciações e Amortizações) aumentou para 39,2 milhões de euros, mais 10,2% do que em 2012, enquanto os resultados operacionais cresceram 16%, para 24,6 milhões de euros.

As vendas internacionais subiram 7,7% em valor, para 86,5 milhões de euros, e 2,1% em volume, para 132 milhões de litros, «um novo máximo histórico», adianta o grupo, que exporta 42% do volume para mais de 70 países.

Em Portugal e Espanha as vendas totalizaram 202,7 milhões de euros, em linha com 2012, enquanto o volume de vendas cresceu 1%, para 247,4 milhões de litros.

O volume de negócios atingiu os 301,7 milhões de euros, 2% acima do ano anterior.

A Sumol+Compal investiu 8,2 milhões de euros em 2013 e planeia atingir este ano um volume de negócios ligeiramente superior em Portugal, tal como nos mercados internacionais.

«Contudo, o eventual agravamento significativo de direitos aduaneiros em Angola poderá contrariar esta expectativa de crescimento», acrescenta.