A Sociedade de Transportes Coletivos do Porto teve prejuízos de 30,8 milhões de euros no primeiro semestre do ano. Um forte golpe nas contas da empresa que, nos primeiros seis meses de 2013, tinha tido lucros de 1,2 milhões de euros.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, a STCP adianta que a variação do justo valor de swap no primeiro semestre foi negativa em cerca de 31,7 milhões de euros, traduzindo-se num agravamento dos resultados financeiros em cerca de 32,3 milhões de euros e nos resultados líquidos em cerca de 32 milhões de euros.

Sem esta variação do justo valor do instrumento financeiro swap, os resultados líquidos s agravaram-se apenas 2%, ou seja, cerca de 314 mil euros.

Por seu lado, os resultados operacionais da STCP verificaram uma melhoria de 7% no primeiro semestre do ano face ao homólogo de 2013, totalizando, ainda assim, um valor negativo de 3,6 milhões de euros.

A STCP revelou, assim, uma melhoria de 282 mil euros nos resultados operacionais entre o primeiro semestre do ano passado e igual período de 2014, num contexto de redução do subsídio à exploração de 25%, ou seja, de 1,3 milhões de euros.

No começo deste mês, as empresas de transportes públicos Metro do Porto e STCP lançaram o concurso público para a subconcessão da operação e manutenção das redes que operam na Área Metropolitana do Porto.