O gigante japonês Sony anunciou que o seu exercício de 2013, que termina a 31 de março, vai fechar com perdas de cerca de 110.000 milhões de ienes (801 milhões de euros).

A companhia, com sede em Tóquio baixou as suas previsões para o exercício fiscal de 2013 embora nos três primeiros trimestres tenha ganho 11.200 milhões de ienes (81 milhões de euros).

O fabricante japonês anunciou também a venda da divisão de computadores, deficitária nas co9ntas do grupo.

Entretanto a empresa anunciou também que vai suprimir 5.000 postos de trabalho em todo o mundo no âmbito de uma reestruturação, 3.500 dos quais no estrangeiro.