A Sonae Sierra registou prejuízos de 4,6 milhões de euros no primeiro semestre do ano, face aos lucros de 2,8 milhões registados na primeira metade do ano passado, anunciou a empresa.

Em comunicado, a Sonae Sierra explica que os números foram influenciados por um resultado indireto negativo de 34,1 milhões de euros no primeiro semestre de 2013, «consequência da expansão das taxas de capitalização (yields) na Europa apenas parcialmente compensada pela compressão de yields registada nos ativos prime do Brasil».

O EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) caiu 2% para 56,4 milhões de euros.

Já o resultado direto caiu 7% para 29,5 milhões de euros, «fruto do impacto das vendas de activos realizadas em 2012, nomeadamente do Münster Arkaden, na Alemanha, e da participação em três centros comerciais não estratégicos no Brasil, no seguimento da estratégia de reciclagem de capital da empresa».

O primeiro semestre fica ainda marcado pela assinatura de 21 novos contratos de prestação de serviços no valor de 4,7 milhões de euros. A Sonae Sierra iniciou também nesse período a construção de dois centros comerciais, num investimento total de 287 milhões de euros.

Em termos de aberturas, destaca-se a inauguração do Boulevard Londrina Shopping, no Brasil. Já em Portugal, o destaque vai para a compra do restante capital do CascaiShopping, que a empresa passou a deter na totalidade, e a expansão do AlgarveShopping.