O ex-presidente executivo do BES, Ricardo Salgado tem boa parte do dinheiro de que dispõe em Singapura. Em 2011, o ex-banqueiro possuía 30 milhões de euros em contas controladas por si naquela península, revela o Correio da Manhã.

Salgado tem desta forma as contas salvaguardadas de eventuais ações de arresto de bens motivadas por processos judiciais que possam surgir em Portugal. E escapa à determinação do Banco de Portugal, que congelou todas as contas bancárias de antigos gestores do banco, seus familiares diretor e acionistas, afetando essencialmente os montantes detido pela família Espírito Santo.

O ex-banqueiro está a ser investigado pelo Ministério Público no processo Monte Branco por suspeitas de burla, abuso de confiança, falsificação de documentos e branqueamento de capitais.