A fusão da Portugal Telecom (PT) com a brasileira Oi já foi notificada à Autoridade da Concorrência, que estabeleceu um período de 10 dias úteis para entidades terceiras se pronunciarem sobre a operação, segundo um aviso publicado esta quinta-feira.

A notificação foi recebida pela Autoridade da Concorrência (AdC) a 20 de janeiro, segundo o anúncio hoje publicado na imprensa.

A PT e a Oi anunciaram o processo de fusão entre as duas empresas em outubro passado e o homólogo brasileiro da Adc, o Conselho Administrativo de Defesa Económica (CADE), foi notificado da operação no final de dezembro, aprovando sem restrições a fusão.

A fusão vai dar lugar a uma única companhia aberta brasileira, temporariamente chamada de CorpCo, com sede no Rio de Janeiro, cotada nas bolsas de Nova Iorque, São Paulo e Lisboa.

A operadora de telecomunicações brasileira Oi atua nos segmentos fixo, móvel, Internet e televisão paga e detém, atualmente, 10% do capital da PT através da subsidiária Telemar Norte Leste.