O presidente do AICEP, Pedro Reis, avançou esta terça-feira que o turismo, a construção o setor financeiro e até as privatizações estão entre os setores para os quais o Qatar mais olhará em Portugal.

«O Qatar está tradicionalmente a investir noutros países em energia, turismo, participações no setor financeiro e olham para processos de privatização que vão correndo pelo mundo fora. Olharão para estes temas também em Portugal e pediram-nos elementos sobre a realidade destes setores, como se estão a comportar e as estratégias de crescimento e solidificação», disse Pedro Reis.

O responsável da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) falava sobre o investimento do Qatar em Portugal no âmbito da missão empresarial liderada pelo vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, àquele país e aos Emirados Árabes Unidos.

Na área da exportação, acrescentou, colocaram as empresas «em contacto com os maiores importadores, os maiores distribuidores e os maiores parceiros para as empresas portuguesas».

No agroalimentar, nos materiais de construção, nas tecnologias de informação e no turismo, puseram «as empresas portuguesas a falar com grandes grupos e grandes conglomerados», frisou.

Além disso, destacou também o interesse do Qatar em perceber «os setores em que Portugal se está a posicionar em relação a África».

«Há uma base tripartida entre o Qatar, Portugal e os mercados mais naturais de Portugal em África. Abriu-se aqui uma agenda muito completa no potencial investimento, que acredito se devolverá ao longo do início de 2014, nas exportações nestas áreas e na procura de terceiros mercados em conjunto», concluiu.