A International Finance Corporation (IFC), membro do Grupo Banco Mundial, anunciou esta terça-feira um financiamento de 1,7 mil milhões de euros para desenvolver um projeto da Portucel de plantação de eucaliptos, produção de papel e produção de energia em Moçambique, adianta a Lusa.

A primeira fase do projeto da Portucel em Moçambique consiste em novas plantações de eucaliptos numa área de 60

mil hectares, mas a empresa portuguesa tem um plano de reflorestação que pretende cobrir 356 mil hectares até 2026.

«Estamos a falar de um projeto cujo ¿output' será cerca de 1,5 milhões de toneladas de celulose, para ser integralmente exportado para Ásia, Europa e EUA, e que vai movimentar numa base anual cerca de 5,5 milhões de toneladas de madeira, 1,5 milhão de toneladas de pasta de celulose, 300 mil toneladas de produtos químicos, pelo que a exigência ao nível de infraestruturas é muito grande» disse o presidente da Portucel em Moçambique.

O projeto prevê gerar 7.500 postos de trabalho.