A operadora brasileira Oi, que está em processo de fusão com a Portugal Telecom (PT), está em conversações para vender a participação de 25% da angolana Unitel a outros acionistas por 2.000 milhões de dólares (1.500 milhões de euros).

A notícia é avançada pela Bloomberg, que cita fontes ligadas ao processo, escreve a Lusa.

Os ativos do negócio da PT, entre os quais a posição de 25% na Unitel, da empresária angolana Isabel dos Santos, filha do chefe de Estado de Angola, foram incorporados na Oi, no âmbito do processo de fusão das duas operadoras.

De acordo com agência financeira, Isabel dos Santos e outros acionistas, como a petrolífera estatal Sonangol estão entre os possíveis compradores.

O grupo BTG Pactual, um dos maiores acionistas da Oi, está aconselhar a operadora no processo de venda, adiantou a mesma fonte.

A Oi ficou com a posição da Unitel quando a Portugal Telecom SGPS contribuiu com os seus ativos, no aumento de capital em maio, como parte do acordo de fusão.