A Mota-Engil divulgou no sítio da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários que foi adjudicado um contrato a uma sua subsidiária no montante de 3,5 mil milhões de dólares (2,6 mil milhões de euros) para trabalhos nos Camarões.

O contrato foi adjudicado à Mota-Engil Engenharia e Construção África, pela Sundance Resources Ltd, entidade cotada na Austrália, e inclui a construção de 580 quilómetros de ferrovia e um porto de águas profundas na República dos Camarões.

O contrato, avançou a empresa, enquadra-se no projeto de minério de ferro Mbalam-Nabeba, em Mbalam, a cerca de 485 quilómetros a leste da cidade costeira de Kribi, na República dos Camarões, e abrange ainda a zona de Nabeba, na República do Congo.

As obras devem começar em meados de 2015 e prolongar-se por 42 meses.