A empresária espanhola Rosalía Mera Goyenechea, 69 anos, morreu na quinta-feira, na Coruña, vítima de um derrame cerebral, que sofreu na véspera em Menorca, noticia a agência Efe.

A cofundadora da Inditex, detentora de marcas como a Zara, foi casada com o presidente da empresa têxtil, Amancio Ortega.

Presidente da Fundação Paideia, considerada a mulher mais rica de Espanha, fundou, em 1962, com os irmãos Orteg, a empresa GOA, embrião da futura Zara.

Em abril de 1986, criou a Fundación Paideia, de apoio à mulher e à integração social de minorias, na Galiza, escreve a Lusa.

Segundo a agência Bloomberg, que calcula a sua fortuna em cerca de quatro mil milhões de euros, sobretudo através da participação de 6,99 por cento do capital da Inditex, entre outras participações, Rosalía Mera era a mulher mais rica de Espanha.

No último ano, expressou a sua simpatia pelo movimento dos indignados da Puerta del Sol e, numa das poucas entrevistas que concedeu em vida, confessou que usava roupa menos convencional da Zara.

Há dez anos, aderiu a protestos quando do derrame do petroleiro Prestige, ao largo da Galiza.

Segundo a Efe, numa entrevista ao Canal+, quando confrontada com o facto de se ter considerado de esquerda, Rosalía Mera respondeu, aludindo a origens humildes: «Quando se vem de onde venho, não se pode ser de outra maneira».