O grupo Media Capital encerrou os primeiros nove meses deste ano com um lucro de 5,5 milhões de euros, um aumento ligeiro de 1% face ao mesmo período do ano passado, anunciou em comunicado.

Os lucros antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (EBITDA) caiu 5% para 22,6 milhões, acrescenta o grupo. O resultado operacional (EBIT) subiu 2% para 15,3 milhões, com os gastos a baixarem 1%. E a queda só não foi maior devido à redução das anulações de transações intragrupo. Sem isso, «os gastos do Grupo Media Capital teriam recuado ainda mais».

Os rendimentos operacionais atingiram os 129,5 milhões, tendo recuado «somente 2%», «não obstante o impacto negativo da envolvente económica no mercado de publicidade no acumulado do ano (que se estima ter recuado 15% até agosto)».

A receita de publicidade da Media Capital caiu 11%, em parte devido à queda de 14% na televisão, que tem grande peso no grupo, mas mesmo assim, caiu menos que a média estimada para o mercado. Por isso, a Media Capital beneficiou do «ganho (estimado) de quota em publicidade e da aposta do Grupo no desenvolvimento de fontes de receita complementares à publicidade», explica a dona da TVI.

Ainda em relação ao mercado de publicidade, refere, «os últimos elementos disponíveis mostram um abrandamento da tendência negativa, sendo que no terceiro trimestre ter-se-á inclusivamente verificado uma estabilização dos proveitos do mercado de televisão em sinal aberto face ao período homólogo».

Os outros rendimentos operacionais subiram 13% relativamente aos nove meses do ano anterior, com o impacto a advir sobretudo do segmento de televisão.