As marcas estão a apostar cada vez mais no regresso de produtos antigos, que há muito tinham saído do mercado.

Numa altura em que a crise económica afeta o mercado nacional, fabricantes de produtos de grande consumo apostam em antigas marcas que, nalguns casos, não se viam há mais de 20 anos.

Marcas como Rajá, Milo, Regina ou Toffee Crisp, estão de volta às prateleiras dos supermercados. As empresas procuram novidades mas sem terem investir num novo produto ou numa marca diferente.

O objetivo é inovar mas, ao mesmo tempo, reduzir custos com a promoção. Um regresso ao passado para enfrentar a crise económica do presente e captar consumidores.

Foi um modelo de negócio impulsionado pelos próprios consumidores, que manifestaram nostalgia pelos produtos da sua infância nas redes sociais e as marcas garantem que o balanço até agora é positivo.

As empresas prometem o regresso de mais marcas de referência, porque como dizem os gurus do marketing, «testado e provado é preferível ao novo e melhorado».