A Teixeira Duarte lucrou 10,1 milhões de euros até setembro, um crescimento de 79% em relação ao mesmo período de 2012, com os mercados externos a representarem 78,5% do total do volume de negócios do grupo.

No comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Teixeira Duarte adianta que o volume de negócios registou um aumento de 14,2% face a setembro de 2012, atingindo 1.119 milhões de euros.

Uma análise por mercados permite concluir que Portugal registou uma queda 14,7%, enquanto os outros mercados onde o grupo está presente aumentaram 25,9%, passando a representar 78,5% do total do volume de negócios.

Por área de atividade, o volume de negócios da construção aumentou 22,7%, «apesar do acentuar da quebra em Portugal, que no final do período foi de 23,4%».

A 30 de setembro, o mercado externo representava 82,5% do volume de negócios da construção.

Nas concessões e serviços, o volume de negócios cresceu 17,3%. A Teixeira Duarte refere que, «em Portugal, e num clima de retração do setor, o grupo focou a sua atividade na alienação de diversos ativos, essencialmente apartamentos, tendo efetuado vendas no valor global de 12 milhões de euros».

O volume de negócios da hotelaria desceu 3,7%, na distribuição foi registada uma subida de 25,7%, no setor automóvel um aumento de 9%, enquanto na energia houve uma descida de 9,6%.

O EBITDA (resultados antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) da Teixeira Duarte atingiu 148,2 milhões de euros, uma descida de 5,4% em relação aos primeiros nove meses do ano passado.

O endividamento líquido somou 1.198 milhões de euros a 30 de setembro, um aumento de 21,1% em relação ao final do ano passado.

No final do terceiro trimestre deste ano, o número médio de trabalhadores era de 11.989, mais 10,5% em relação a 31 de dezembro de 2012.

Em termos de perspetivas, para o quarto trimestre de 2013, a Teixeira Duarte prevê que «venha a ocorrer um crescimento da atividade em vários países com expressão na atuação do grupo no mercado externo, nomeadamente o aumento significativo na Venezuela».