[Notícia atualizada]

O lucro líquido da Portucel registou uma queda homóloga inferior à esperada de 1,8 por cento no terceiro trimestre de 2013 para 52 milhões de euros, devido à quebra sazonal de procura de papel, anunciou a empresa em comunicado, escreve a Reuters.

A produtora de pasta e papel adiantou que entre julho e setembro deste ano, as vendas tiveram uma descida de 4,5 por cento para 381,1 milhões de euros face a igual período do ano anterior e o EBITDA fixou-se em 85,1 milhões de euros, menos 5,2 por cento que há um ano.

A média das estimativas de três analistas consultados pela Reuters apontava para um lucro, no segundo trimestre de 2013 nos 46,5 milhões de euros, vendas de 372 milhões de euros e um EBITDA de 86 milhões de euros.

A Portucel explicou que a quebra das vendas está «em linha com o comportamento verificado em anos anteriores e reflecte o abrandamento da actividade nos meses de Verão e a consequente menor produção, por via das paragens planeadas para esta época de menor procura».

«O negócio do papel foi particularmente afectado, já que, para além da redução sazonal da procura, ocorreu também no período a chegada ao mercado europeu de mais capacidade de papel UWF, resultante quer do rearranque da fábrica de Alizay, em França, quer do início de actividade de novas capacidades na Rússia e na Ásia», acrescentou.

As ações da Portucel seguem a cair ligeiramente, 0,03 por cento para 2,79 euros.