A empresa espanhola de energia Iberdrola registou lucros de 953 milhões de euros no primeiro trimestre de 2014, mais 8,4% que no período homólogo em 2013, devido ao negócio internacional e a receitas extraordinárias com a venda de ativos.

Segundo informou à Comissão Nacional do Mercado de Valores (CNMV) espanhola, excluindo os resultados extraordinários ou desinvestimentos, o lucro recorrente caiu 4,6%, para 848 milhões.

A empresa explicou que os resultados foram afetados pelas alterações judiciais no setor elétrico em Espanha, cujo impacto, estima a Iberdrola, será este ano de 380 milhões de euros.

No primeiro trimestre a receita caiu 4,8%, para 8.325 milhões de euros, com melhorias em todas as áreas de negócio.

Resultados extraordinários, como a venda de parte da participação na EDP e desinvestimento em ativos no Brasil a par do fortalecimento do setor internacional marcam o primeiro trimestre.

Período em que o EBITDA (resultado operacional real antes de provisões, impostos e amortizações) caiu 0,3%, para 2.127 milhões de euros.

O resultado líquido de exploração (EBIT) foi de 1.438 milhões de euros, acima dos 1.414 milhões de euros do primeiro trimestre de 2013.