A Cofina registou lucros de 500 mil euros no primeiro semestre deste ano, menos 22,6% que no mesmo período do ano passado, anunciou a empresa em comunicado.

«O primeiro semestre de 2013 foi caracterizado pela manutenção do clima de crise económica em Portugal, que se traduziu na redução do volume de investimento publicitário e um decréscimo das receitas de circulação», justifica.

As receitas operacionais atingiram 51 milhões de euros, menos 9% face ao período homólogo do ano passado, devido sobretudo à descida das receitas de publicidade, de 17%, mas também das receitas de circulação, que caíram 7%. As receitas de marketing alternativo, pelo contrário, subiram 5%.

O EBITDA [lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização] baixou cerca de 17% para 5,7 milhões de euros.

No segmento de jornais, a Cofina obteve receitas totais de 40,6 milhões de euros, menos 7%, com as receitas de publicidade a descerem 14% para 13,5 milhões euros, e as receitas de circulação a recuarem 5% para 21,4 milhões de euros.

Já no segmento das revistas, as receitas baixaram 16% para 10,4 milhões de euros.

O semestre fica marcado pelo lançamento da «Correio da Manhã TV», a 17 de março.