Ontem foi um dia cheio para a mais famosa leiloeira do mundo. A Christie¿s bateu um recorde de vendas ao arrecadar 385 milhões de euros só na venda de 12 obras de arte contemporânea, num leilão em Nova Iorque.

Mas a «cereja no topo do bolo» veio da Suíça: um diamante puro, incolor, com mais de 100 quilates, que foi arrematado por 18,2 milhões de euros.

Uma pedra descrita pelo instituto americano de gemologia como «perfeita», que tinha sido extraída de uma mina no Botsuana.