A empresa de móveis sueca Ikea estuda a possibilidade de entrar no mercado brasileiro, onde já possui um escritório e uma pequena equipa, informa esta quarta-feira a imprensa brasileira.

«O grupo brasileiro considera o Brasil um potencial mercado futuro e executará estudos preliminares sobre a possibilidade de entrada neste mercado», afirma o comunicado da empresa divulgado pelo diário Estado de São Paulo.

A mesma nota ressalta que a abertura não será «imediata».

A empresa é conhecida pelos seus móveis com design cuidadoso, vendidos a preços acessíveis e de fácil montagem, uma vez que o próprio cliente é o responsável por montá-los.

O Brasil seria o seu primeiro grande investimento na América Latina, já que a única loja na região fica na pequena ilha das caraíbas da República Dominicana.

A empresa está presente em 27 países da Europa, cinco do Médio Oriente e oito da Ásia, além de Estados Unidos e Canadá e uma previsão, já mais avançada, para entrar na Índia.