O grupo TAP chegou ao final do terceiro trimestre com perdas de 63,3 milhões de euros (ME), o que representa um agravamento de 41,6 ME face ao ano de 2013. E estes prejuízos contrastam com o lucro de 34 ME que a administração TAP tinha em mente.

O maior desvio coube ao negócio da aviação, que em vez dos 71,5 ME positivos esperados, gerou um prejuízo de 27,7 milhões.

O jornal «Público» tece acesso a um relatório onde mostra que a derrapagem face aos valores orçamentais foi de 286,3%, dois meses antes de o Governo decidir relançar a privatização do grupo.

Recorde-se que na segunda-feira o mesmo jornal já tinha avançado que os prejuízos das empresas públicas dispararam mais de 130%, no terceiro trimestre do ano passado e atingiram os 842,3 milhões de euros.