O Governo destinou 21,8 milhões de euros às empresas de transporte público rodoviário de passageiros, pela prestação de serviço público entre 2011 e 2013.

De acordo com uma resolução do Conselho de Ministros publicada em Diário da República, Rodoviária de Lisboa, Transportes Sul do Tejo, Scotturb e Vimeca deveriam receber 21,8 milhões de euros, como forma de compensação pelos passes sociais.

Mas a este «bolo» deverá ser abatida parte da verba relativa à Vimeca, empresa que anunciou esta manhã a intenção de abandonar abandonar o sistema do passe social já a partir de 1 de agosto.

De acordo com a resolução hoje publicada, a Rodoviária de Lisboa deverá receber 9,874 milhões de euros, a Transportes Sul do Tejo 5,129 milhões de euros e a Scotturb 143 mil euros. Os montantes relativos a 2012 e 2013 são «fixados numa base previsional», estando os valores finais sujeitos a revisão tendo em conta os dados reais do sistema de bilhética sem contato e devendo os acertos ser realizados em 2014.