A Gas Natural Fenosa obteve lucros líquidos de 1.445 milhões de euros em 2013, um aumento de 0,3% relativamente a 2012, devido em grande parte ao mercado exterior e apesar do impacto de novas leis em Espanha.

O EBITDA (resultados operacionais reais antes de provisões, impostos e amortizações) subiu 0,1%, para 5.085 milhões de euros, devido ao bom comportamento das atividades internacionais, que cresceram 2,2% e representam já 44,1% do total daqueles resultados, anunciou a empresa.

«O perfil de negócio da empresa, a sua destacada presença internacional e uma política financeira estrita permitiram compensar a redução dos negócios em Espanha», referiu a empresa.

Numa nota distribuída esta terça-feira, a Gas Natural Fenosa adianta que o impacto da nova legislação em vigor desde o ano passado foi de 455 milhões de euros, afetando especialmente as atividades de geração e distribuição de eletricidade em Espanha.

A empresa destaca que isso implicou que o EBITDA em Espanha tenha caído 12,7% e que o de distribuição elétrica tenha diminuido 4,1%, sendo que o impacto anual será de 600 milhões de euros a partir deste ano.

No final de 2013, o nível de endividamento da empresa era de 49,4%, com a dívida financeira líquida a cair 8,5% face ao ano anterior.