O antigo membro do conselho de administração do Goldman Sachs Rajat Gupta foi condenado a uma multa de 13,9 milhões de dólares (10,5 milhões de euros) por ter passado informações ao milionário Raj Rajaratnam, fundador do Grupo Galleon.

O juiz Jed Rakoff deliberou na quarta-feira que Gupta fosse também proibido permanentemente de atuar como agente ou diretor de uma empresa pública e de se associar a um corretor, comercial ou consultor de investimento, noticia a agência de informação financeira Bloomberg.

Em junho de 2012, Gupta foi considerado culpado de divulgar informação confidencial ao fundador do Grupo Galleon sobre o investimento da Berkshire Hathaway no Goldman Sachs e também de passar detalhes não públicos sobre os resultados do segundo e do quarto trimestres do banco de investimento norte-americano em 2008.

Em outubro, Rajat Gupta foi condenado a dois anos de prisão e a uma multa de cinco milhões de dólares, mas recorreu da sentença e aguardava pela decisão em liberdade.