O vice-primeiro-ministro anunciou esta segunda-feira que a Embraer «se prepara para investir mais e decisivamente em Portugal», reforçando a sua capacidade de «fabricar e construir» e aumentando o número de postos de trabalho, encomendas e exportações.

Paulo Portas discursava na cerimónia de comemoração dos 10 anos da privatização da empresa OGMA-Indústria Aeronáutica de Portugal S.A., em Alverca, nota a Lusa.

Na parte final do seu discurso, e sem mencionar pormenores, o governante disse não querer «trair nenhum segredo comercial» e adiantou que o fabricante brasileiro se prepara «para investir mais em Portugal e investir decisivamente em Portugal».

O vice-primeiro-ministro, que não prestou declarações aos jornalistas, visita esta tarde a fábrica da Embraer em Évora.

Nesta cerimónia em Alverca estiveram ainda presentes o ministro da Defesa, Aguiar-Branco, o ministro da Segurança Social, Mota Soares, o embaixador brasileiro em Lisboa, Mário Vilalva, o chefe do Estado-Maior da Força Aérea, José Pinheiro, os presidentes da Embraer, Frederico Curado, e da OGMA, Rodrigo Rosa.