A EDP fechou o ano passado com lucros atribuíveis aos acionistas de 1.005 milhões de euros, menos 0,7% do que em 2012, divulgou hoje a empresa em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Já o resultado líquido do período subiu 1% para 1.194 milhões de euros.

Quanto ao EBITDA (resultados antes de juros, impostos, depreciação e amortização), este fixou-se em 3.617 milhões de euros em 2013, menos 0,3% em termos homólogos, com a empresa a referir que este foi «afectado por diversas alterações regulatórias adversas nas atividades tradicionais ibéricas (menos 200 milhões de euros, essencialmente em Espanha), pelo fim das licenças de CO2 gratuitas (menos 56 milhões de euros) e pelo descomissionamento da central a fuelóleo de Setúbal (menos 98 milhões de euros)» e suportado pelas subsidiárias internacionais.

EDP vai propor a acionistas manutenção de dividendo de 0,185 euros por ação

O Conselho de Administração da EDP vai propor aos acionistas, na próxima assembleia geral, a manutenção de um dividendo por ação de 0,185 euros, valor idêntico ao distribuído em 2012.

«Em termos de dividendo, o que vamos propor é a manutenção», afirmou o presidente executivo da EDP, António Mexia, durante a conferência de imprensa de apresentação dos resultados de 2013 da empresa, em Lisboa.