A Inditex, dona da Zara, obteve lucros líquidos de 2.377 milhões de euros em 2013, mais 1% do que no ano anterior, com as vendas a aumentarem 5% para 16,724 milhões de euros, informou hoje a empresa em comunicado.

O crescimento nestes dados foi inferior ao registado em 2012, ano recorde, em que a empresa registou um aumento de lucro de 22% e de vendas de 16 por cento.

O EBITDA (resultados operacionais reais antes de provisões, impostos e amortizações) foi de 3.926 milhões de euros, praticamente idêntico ao de 2012 (3.913 milhões de euros), tendo a margem bruta crescido 4% para 9.923 milhões de euros.

Por região, a Espanha foi responsável por 19,7% do negócio (foi 20,7% no ano anterior), enquanto a Ásia aumentou o seu peso de 19,7 para 20,4 % e o resto da Europa cresceu ligeiramente de 45,4 para 45,9%.

No final do ano, a Inditex estava presente em 87 países com 6.340 lojas, depois de realizar 331 aberturas, o que implica aumentar a área de vendas em 9% (3,4 milhões de metros quadrados).

As despesas operacionais permaneceram «sob estrito controle», crescendo 7%, principalmente devido ao crescimento das vendas e aos novos espaços comerciais.

No ano passado, o grupo investiu 1.240 milhões de euros e criou 8.000 empregos, sendo que no final do ano tinha 128.313 funcionários, 40 mil em Espanha.