A Inditex, dona da Zara, registou lucros de 951 milhões de euros no seu primeiro semestre fiscal, que vai de fevereiro a julho. O valor representa um ligeiro aumento de 1% face ao mesmo período do ano passado.

De acordo com um comunicado da empresa, as vendas aumentaram 6% para 7.655 milhões de euros, com um aumento da faturação de 2% em superfície comparável (lojas que estão abertas há mais de um ano).

Os lucros antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (EBITDA) atingiram 1.624 milhões de euros, valor idêntico ao de há um ano (1.621 milhões de euros).

Os resultados são melhores do que os analistas antecipavam, já que estes apontavam, em média, para lucros líquidos de 926 milhões de euros e um EBITDA de 1.599 milhões de euros.

A Inditex explica que o crescimento do espaço comercial e as aberturas no semestre de 95 lojas em 40 mercados, estão em linha com o programa previsto para 2013.

Por zonas geográficas, no primeiro semestre, Espanha continuou a perder peso na faturação global da empresa, passando de 21,5 % para 19,3 % das vendas totais, com a Ásia a ganhar 1,5 pontos percentuais para 21,7 %.

A América representou 14,4 % das vendas e a Europa (sem Espanha) 44,6 %.

No final de julho a Inditex contava com 6.104 lojas em 86 mercados a que se somam lojas "on-line" em 24 países.

A Inditex explica que desde o início do ano gerou mais 10.111 postos de trabalho e que já emprega 122.579 pessoas em todo o mundo.