Os fundos de investimento Apollo Global Management e Centerbridge Capital Partners estão interessados na banca de retalho do Barclays em Portugal e Espanha, escreve o El País, citando a Bloomberg.

Um dos maiores problemas do Barclays em vender o negócio é o facto de ter uma grande carteira de empréstimos indexadas à Euribor mais 0,50 pontos. Atualmente, esta margem não é atrativa para os bancos devido ao alto custo de financiamento e porque a banca considera que o capital não cobre a possível morosidade da recuperação.

Outros dos problemas será o facto de os clientes não terem uma vinculação forte ao banco, o que dificulta a venda de produtos.

Do lado positivo estarão as provisões já realizadas, assim como os créditos fiscais diferidos.

O Barclays anunciou a 8 de maio que queria vender o setor do retalho em Espanha, Itália e França. O CaixaBank e o BBVA já se mostraram interessados na operação.