Os CTT registaram lucros de 18,1 milhões de euros no primeiro trimestre do ano, mais 1,3% do que no período homólogo.

No relatório enviado à Comissão de Mercados e Valores Mobiliários, a empresa refere que o EBITDA recorrente cresceu 1,4% para 33,1 milhões de euros, sendo que o setor Correio foi o que mais contribuiu, com 70,6% para este resultado.

Os gastos operacionais sofreram ma redução de 0,7% para os 143,4 milhões de euros, mais do que a redução dos rendimentos.

A empresa também reduziu 5,1% do total dos trabalhadores, através da não renovação de contratos e da não substituição de pessoas que foram para a reforma.

Dizem os CTT que a situação financeira «mantém uma elevada solidez e crescente nível de liquidez em balanço derivado do aumento do negócio de serviços financeiros».