A leiloeira britânica Christies bateu em 2013 o recorde mundial de vendas em leilões, com uma faturação de 5,4 mil milhões de euros, um crescimento de 16% em relação a 2012, anunciou esta quarta-feira a empresa.

De acordo com informação divulgada pela leiloeira «este número é o total de vendas mais alto da Christies ou de qualquer outra casa de leilões na história do mercado de arte».

Um aumento de 30% no número de novos clientes, sobretudo da China e da Índia ou compradores pela Internet, permitiu à casa londrina registar um aumento do dinheiro arrecadado nas suas vendas.

Do total de operações, cerca de 22% foram atribuídas a esses novos compradores em 2013.

Um quadro do pintor Francis Bacon ¿ dedicado ao seu amigo e pintor Lucian Freud ¿ liderou as vendas do ano da Christies, tornando-se a obra mais cara já leiloada, com um preço final de 108,5 milhões de euros.

Por zonas geográficas, a casa londrina contou com 53,8% de compradores da Europa, 15,7% da Ásia e 30,5% procedentes da América do Norte e do Sul.