A China Three Gorges (CTG), maior acionista da EDP, escreveu ao vice-primeiro-ministro para protestar contra a anunciada nova taxa na energia.

Na missiva, os responsáveis da empresa chinesa mostram-se surpreendidos e insatisfeitos com o anúncio da criação de uma taxa extraordinária sobre as empresas produtoras de energia que, no fundo, irá diminuir as rendas pagas às mesmas.

Na carta, a CTG diz esperar que «o Governo se entenda com a EDP, com vista a minimizar qualquer impacto negativo no valor da EDP de modo a poder manter-se o processo de cooperação existente entre a CTG e a EDP, e entre Portugal e a China».

O aglomerado chinês vai mesmo mais longe e afirma que a taxa, com a qual o Governo espera poupar 100 milhões de euros aos cofres do Estado, vai fazer subir os preços.

Também a Endesa afirmou já que a taxa será transferida para as faturas dos clientes.

O Governo, por seu lado, garante que a medida será desenhada de forma a evitar que a taxa chegue aos bolsos dos consumidores.