A China Three Gorges vai fazer parceria com a EDP Brasil para a construção de uma central hídrica, num investimento que contará para o compromisso da empresa chinesa de investir dois mil milhões de euros na produção de energia renovável.

A EDP Brasil ganhou a 13 de dezembro, através do Consórcio Terra Nova (detido a 66,6% pela EDP Brasil e a 33,3% pela Companhia Furnas Centrais Elétricas), a construção da central hidroeléctrica São Manoel, entre o Estado do Mato Grosso e o Estado do Pará no Rio Teles Pires.

No comunicado enviado hoje à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a EDP informa que a EDP Brasil acordou com a CWE Investment Corporation (uma empresa da CTG - China Three Gorges, a maior acionista da EDP) a venda de 33,3% da empresa que detém a construção da central hidroelétrica brasileira.

No âmbito da transação, que está ainda sujeita a aprovação dos reguladores, a «CWEI Brasil irá reembolsar os custos incorridos pela EDP Brasil no projeto e assumirá o compromisso de realizar contribuições de capital até ao final da construção, assumindo ainda os riscos e benefícios do empreendimento na proporção da participação adquirida», lê-se na nota enviada ao mercado.

A elétrica portuguesa explica ainda que o «financiamento da construção prevê a utilização de recursos de longo prazo, com alavancagem estimada até 66% do investimento de 2,7 mil milhões de reais [cerca de 800 milhões de euros]», montante que não considera inflação ou juros capitalizados.

O investimento que a CWE Investment Corporation vai fazer, afirma ainda a EDP, «será considerado para efeitos do cumprimento do acordo de parceria estratégica entre a EDP e a CTG, em relação ao investimento total de dois mil milhões de euros a efetuar pela CTG (incluindo co-financiamento de investimento operacional) em projetos de produção de energia renovável operacionais e prontos a construir».

A empresa chinesa CTG venceu a privatização da EDP, detendo agora 21,35% do capital da empresa liderada por António Mexia.