O Presidente da República, Cavaco Silva, considerou esta sexta-feira a China «uma economia de sucesso» e «um país de interesse estratégico para as empresas portuguesas».

«O potencial de cooperação é enorme e gostaria que esta minha visita contribuísse para o reforço do relacionamento económico e empresarial entre os dois países», acentuou Cavaco Silva.

O Presidente português, que termina no domingo em Macau uma visita de uma semana à China, falava na sessão de encerramento de um seminário empresarial, organizado pela AICEP em Pequim, subordinado ao tema «Encontrar Parceiros para Negócios».

Apesar do recente abrandamento, a economia chinesa continua a crescer acima dos 7% (7,4% no primeiro trimestre deste ano) e, se continuar neste ritmo, dentro de uma década poderá ter o maior PIB mundial, ultrapassando o dos Estados Unidos da América.

«A China encontra-se numa imparável rota de desenvolvimento e pode encontrar em Portugal parcerias estratégicas que acrescentem massa crítica competitiva em terceiros mercados», precisou o Presidente português.

Cavaco Silva realçou que «Portugal, em segmentos de mercado específicos, situa-se hoje numa posição de vanguarda a nível mundial» e está «determinado a proporcionar a quem investe um ambiente empresarial estável e atrativo».