A Caixa Geral de Depósitos (CGD) vendeu 15 balcões na Extremadura, em Espanha, à Caja Rural Almendralejo, prosseguindo a reorientação estratégica do Banco Caixa Geral no mercado espanhol, num negócio que evitou o despedimento dos colaboradores das agências em causa.

«Esta operação representa um esforço bem-sucedido da CGD no cumprimento do plano desenhado para reorientar a nossa presença naquele que é o maior parceiro da economia portuguesa», salientou à agência Lusa João Nuno Palma, administrador do banco público que acompanha as operações em Espanha.

O responsável acrescentou que, a par da reorganização da rede do Banco Caixa Geral, «a CGD está ao mesmo tempo a reforçar as soluções que disponibiliza às empresas portuguesas e espanholas, no sentido de lhes oferecer os melhores serviços em ambos os mercados».

Esta alienação permite à CGD, além da realização da receita respetiva, cujo valor não foi divulgado, evitar proceder ao despedimento dos recursos humanos destas agências, informou a entidade liderada por José de Matos.