A Caixa Geral de Depósitos (CGD) teve um resultado líquido de 22,4 milhões de euros no primeiro trimestre do ano, recuperando do prejuízo de 36,4 milhões de euros registado no período homólogo de 2013, anunciou esta quarta-feira o banco público.

O banco consegue assim regressar a resultados positivos, depois de dois anos seguidos de prejuízos. A CGD não tinha lucros desde o ano de 2011.

«Regressamos aos lucros e, mais importante e para evitar qualquer dúvida, estes lucros não são afetados pelos resultados que teremos registado na venda da seguradora [Fidelidade ao grupo chinês Fosun International]», destacou o presidente da CGD, José de Matos, num encontro com jornalistas, em Lisboa.

«A operação foi já concretizada, finalizada e totalmente liquidada e vai ter um impacto muito positivo na nossa posição de solvabilidade e nos rácios de capital e, também, um impacto significativo nos resultados da CGD no segundo trimestre e no conjunto do ano», sublinhou o banqueiro.

José de Matos explicou que «os lucros e a melhoria da situação financeira da CGD no primeiro trimestre decorrem de quatro aspetos principais», nomeadamente as melhorias da margem financeira, dos resultados das operações financeiras, dos resultados líquidos da atividade internacional, com enfoque em Espanha, e a contenção de custos.