A Comissão Europeia formalizou esta sexta-feira o pagamento de uma verba de 96,9 milhões de euros à Metro do Porto, referente à extensão da Linha Laranja entre o Estádio do Dragão e Venda Nova, aberta ao público em 2011.

Em comunicado, a Comissão Europeia disse ter aprovado hoje «um investimento de 96,97 milhões de euros do Fundo de Coesão a fim de ampliar o sistema de metro ligeiro na área metropolitana do Porto, a segunda maior do país», lembrando que foram construídos «6,76 quilómetros de linha férrea ligeira de via dupla e 10 estações de metro, incluindo um túnel com 980 metros de comprimento».

A obra, que ligou a Linha Laranja entre o Estádio do Dragão e Gondomar, iniciou-se a 24 de novembro de 2008 e viu o primeiro pedido de pagamento ser feito em 2010, no âmbito do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), tendo registado um reembolso acumulado de 58,3 milhões de euros no relatório e contas do ano seguinte, que equivaleu a uma taxa de comparticipação de 76%.

Já em 2012, «foram submetidos seis pedidos de pagamento num total de investimento elegível de 5.821.488 euros, totalmente desembolsados a 95% no mesmo ano», pode ler-se no relatório e contas desse ano, quando a Metro do Porto recebeu 22,3 milhões de euros neste âmbito, resultantes do aumento da taxa de cofinanciamento.

Segundo o mesmo relatório e contas, a operação apresentou uma «taxa de execução de 74% e recebimentos acumulados de 80,5 milhões de euros».

«Este projeto é um bom exemplo de como os fundos regionais da União Europeia podem ajudar a colocar Portugal de novo na via da retoma e do crescimento. Contribuem para melhorar a mobilidade dos nossos cidadãos, assegurando condições de viagem seguras, sustentáveis e respeitadoras do ambiente e tornando a região mais atrativa para os investidores», indicou, no mesmo comunicado, o Comissário europeu responsável pela política regional, Johannes Hahn.

A Linha Laranja foi a sexta do Metro do Porto e arrancou a operação comercial a 02 de janeiro de 2011.