A seguradora Lloyd's anunciou esta terça-feira uma recompensa de um milhão de euros para «a primeira pessoa» que dê informação que permita encontrar as joias roubadas em julho, em Cannes, avaliadas em cerca de 103 milhões de euros.

A recompensa vai depender das informações prestadas e das joias encontradas, de acordo com a AFP.

O assalto, realizado a 28 de julho, terá acontecido em plena luz do dia no Hotel Carlton, na cidade da Riviera francesa, famosa pelo seu festival de cinema anual que atrai um elevado número de celebridades.

As peças roubadas eram propriedade da joalharia Laviev e integravam a exposição Extraordinary diamonds no Hotel Carlton.

Alegadamente o roubo foi realizado por um único assaltante, um homem que entrou armado na sala, com o rosto coberto e luvas, e obrigou os presentes a meter numa bolsa a maior parte das joias e pedras preciosas.

O roubo sucedeu-se a outros registados em maio em Cannes durante o festival internacional de cinema, quando foram roubadas joias da marca Chopard avaliadas em 1,4 milhões de euros e um colar da De Grisogono estimado em dois milhões de euros.