Quatro concessionários da empresa alemã BMW foram multados hoje em 1,6 milhões de yuan (195.000 euros) por manipulação de preços. O Governo chinês está a levar a cabo uma investigação no setor automóvel por alegadas práticas monopolistas.

A sanção foi imposta pelo organismo regulador de preços da província central chinesa de Hubei, que determinou que os quatro concessionários estabeleceram uma «aliança» para manipular os preços do mercado, segundo a agência Xinhua, escreve a Lusa.

No início de agosto foi divulgada uma investigação de grande escala a multinacionais do setor automóvel, a qual incide sobre empresas como a Chrysler, Audi, Mercedes Benz e 12 empresas japonesas de peças.

A informação da Xinhua indica que muitas empresas de luxo estrangeiras impõem no mercado preços «muito maiores do que os dos Estados Unidos e Europa, às vezes até três vezes o valor» praticado nos mercados ocidentais.

Após a divulgação das investigações, algumas das empresas automóveis estrangeiras anunciaram grandes reduções de preços em alguns dos seus produtos e serviços, como é o caso da Mercedes, da Audi e da Chrysler.