O BES decidiu adiar a apresentação de resultados do primeiro semestre para o dia 30 de julho, após o fecho do mercado.

A informação foi comunicada à Comissão de Mercado e Valores Mobiliários, mas não adianta o porquê do adiamento.

Segundo os analistas do BPI, o banco terá terminado o primeiro semestre do ano com um prejuízo de 179 milhões de euros, um valor que não inclui quaisquer perdas adicionais provenientes da exposição ao Grupo Espírito Santo.

A margem financeira do BES deverá ter melhorado em 16% para 547 milhões de euros, ao mesmo tempo que as provisões terão diminuído em 5% para 710 milhões de euros.