Depois de 3 anos consecutivos de perdas, o BBVA decidiu pôr à venda a operação em Portugal, segundo o jornal El País, que cita fontes conhecedoras do processo.

O anúncio coincide com o do Barclays, que colocou à venda as suas dependências bancárias em Espanha, França, Itália e Portugal, onde tem 147 sucursais, e os analistas acreditam que haverá mais bancos a seguir o exemplo.

O BBVA chegou a Portugal em junho de 1991, 23 anos depois a decisão é de abandonar o país e as 83 sucursais.

Nos últimos exercícios, o BBVA já havia reduzido a sua presença em Portugal. Chegou a ter quase 150 sucursais, mas depois de sucessivos encerramentos, em dezembro de 2013 contava apenas com 83.

A unidade lusa representava 0,91% dos ativos totais consolidados no final do ano passado.O banco inclui a operação portuguesa dentro da unidade espanhola.

Em Portugal, a operação do BBVA inclui quatro negócios: a banca generalista, uma unidade de fundos de pensões, uma outra unidade dedicada a fundos de investimento, onde se inclui o BBVA Leasing, que constituiu o negócio pioneiro do banco em Portugal, e uma unidade de financiamento imobiliário.