O presidente da brasileira Oi, Zeinal Bava, garante que nunca teve conhecimento de uma alegada troca de emails, onde era dito que o responsável sabia de tudo sobre os 900 milhões de euros que a Portugal Telecom emprestou à Rioforte e a outra holding do Grupo Espírito Santo.

Fonte oficial da Oi garantiu à TVI que Zeinal Bava desconhece esses emails.

Armando Almeida é o novo presidente da PT

Associação de investidores vai processar administradores da PT

Segundo o semanário Expresso, o ex-presidente executivo do Banco Espírito Santo, Ricardo Salgado, terá trocado emails com o brasileiro Sérgio Andrade, presidente de uma empresa que é grande acionista da Oi.

Segundo esses emails, vários administradores, incluindo Zeinal Bava, sabiam desde abril que a PT tinha comprado papel comercial da Rioforte.

Bava, o presidente executivo da Oi, sublinha que as acusações não são verdade. O mesmo desmentido é feito pelo presidenre nao executivo da Oi, José da Cunha.

Na passada quinta-feira Henrique Granadeiro demitiu-se de todos os cargos que ocupava na PT. Numa carta enviada ao conselho de administração da telecom, a que o Jornal de Negócios teve acesso, o responsável garante ter sido «surpreendido» com a situação de incumprimento «generalizado» do Banco Espírito Santo para com a PT.

Recorde-se que a PT detém mais de 2% do BES. No entanto, a empresa retirou todos os depósitos bancários que tinha no banco, 128 milhões de euros, antes do resgate. Se tivesse mantido esse dinheiro no BES, como detém uma participação qualificada, esses depósitos ficariam no «banco mau».