A empresa Polipropigal, que em 2007 instalou uma fábrica de embalagens plásticas em Arcos de Valdevez, vai investir este ano 8 milhões de euros na expansão daquela unidade, criando mais 25 postos de trabalho.

A informação foi confirmada por fonte da Câmara de Arcos de Valdevez, cujo executivo reuniu-se já este mês com a administração da empresa, que se dedica à produção de película plástica para condicionamento de alimentos, através de «equipamentos tecnologicamente avançados», avança a Lusa.

«Foi dado conhecimento que esta unidade industrial encontra-se em processo de expansão, estando previsto a realização de um investimento de mais 8 milhões de euros e a criação de mais 25 postos de trabalho», explicou a mesma fonte.

O investimento, acrescentou a autarquia, será concretizado através da instalação de uma nova linha de produção, para um novo produto, a concretizar durante 2013, prevendo-se a sua entrada em funcionamento no início do próximo ano.

A empresa Polipropigal instalou-se em 2007 no Parque Empresarial da Mogueira, freguesia de Tabaçô, em Arcos de Valdevez, através de um investimento de 38,4 milhões de euros realizado pelo grupo espanhol Peradela, que ali criou, na altura, mais de 200 postos de trabalho.

Esta unidade, segundo a autarquia de Arcos de Valdevez, é considerada «a maior e mais moderna fábrica do setor» a funcionar na Europa e produz diariamente 100 toneladas de polipropileno, uma película plástica para condicionamento de alimentos.

Aquela fábrica ocupa atualmente um lote com mais de 50 mil metros quadrados, sendo mais de metade área coberta de produção.