O Governo já está a analisar a oferta do grupo mexicano Ángeles sobre a Espírito Santo Saúde. O Ministério da Saúde tem de dar carta branca à aquisição, porque a empresa portuguesa gere o hospital de Loures, que funciona em regime de Parceria Público-Privada.

O Executivo quer garantir que o comprador cumpre todas as obrigações e garantias do contrato de gestão do Beatriz Ângelo.

Em entrevista à TVI24, na quarta-feira, o ministro Paulo Macedo referiu-se a este caso, para dizer que o grupo mexicano pode ser uma boa solução para a PPP no Hospital de Loures.

No anúncio preliminar da Oferta Pública de Aquisição, o grupo Ángeles impõe como condição ao sucesso da operação a manutenção desta PPP, que contribui com 20% das receitas da Espírito Santo Saúde.