O lucro da Portugal Telecom (PT), em processo de fusão com a Oi, deverá ter recuado 94% no terceiro trimestre, face a igual período de 2012, para 3,9 milhões de euros, segundo a estimativa de cinco casas de investimento, contactadas pela Lusa.

A PT apresenta resultados da sua atividade nos primeiros nove meses do ano a 13 de novembro, antes da abertura do mercado.

Em igual período, as receitas consolidadas deverão ter caído 11% para 1.459 milhões de euros, enquanto o resultado antes de impostos, juros, amortizações e depreciações (EBITDA) terão diminuído cerca de 20%, para 472 milhões de euros.

De acordo com os analistas da Caixa BI, os resultados da Portugal Telecom «deverão continuar pressionados pela mesma tendência evidenciada no trimestre anterior», apontando o Brasil como o maior desafio, uma fez que a dependência do negócio Portugal do ambiente macroeconómico continua a ser uma preocupação.

Os analistas da Berenberg consideram, na sua nota de análise, que o período entre julho e setembro foi um «trimestre difícil» para o desempenho operacional, quer doméstico, quer no Brasil, embora esperem algumas tendências de melhoria.

Os analistas da Exane BNP Paribas referem que esperam «um terceiro trimestre pobre», com as receitas em baixa de 11% e um EBITDA a recuar 23%, enquanto a Morgan Stanley estima que o negócio em Portugal apresente a mesma tendência que no trimestre anterior.