Os trabalhadores da Autoeuropa reúnem-se na próxima semana com a administração da empresa para discutir a remuneração do trabalho ao domingo no novo horário de laboração contínua, segundo revelou à agência Lusa, fonte da Comissão de Trabalhadores.

Segundo a mesma fonte, na reunião, que está prevista para segunda ou terça-feira da próxima semana, os trabalhadores vão tentar que a administração pague o trabalho ao domingo da mesma forma que paga o trabalho ao sábado, ou seja, com um acréscimo de 100%, a que se deverá juntar o prémio trimestral de produtividade de 25%.

Esta proposta da Comissão de Trabalhadores, que não concorda com o pagamento dos domingos como se de um dia normal de trabalho se tratasse, já foi rejeitada pela administração da fábrica de automóveis da Volkswagen em Palmela, mas a nova ronda de negociações constitui mais uma oportunidade para tentar ultrapassar o diferendo e estabelecer um acordo entre as duas partes.

O novo horário de laboração contínua, que deverá ser implementado depois do habitual período de férias durante o mês de agosto, prevê um total de 19 turnos por semana – três turnos diários de segunda a sexta-feira e dois turnos ao sábado e ao domingo.

A Comissão de Trabalhadores reconhece que este novo horário, que entra em vigor no final de agosto, será mais favorável do que o atual, mas defende que a empresa deveria oferecer melhores contrapartidas pelo trabalho aos domingos.