O Governo vai obrigar a que a venda de seguros enquanto produto de investimento só seja possível após teste de adequação ao perfil do cliente, disse esta quinta-feira o secretário de Estado Adjunto e das Finanças numa conferência em Lisboa.

No encerramento do Fórum Seguros, organizado pelo Jornal Económico e pela consultora PwC, Mourinho Félix afirmou que as novas regras para o setor segurador irão colocar à distribuição de seguros exigências já aplicadas noutros produtos financeiros, nomeadamente aos produtos de investimento com base em seguros, a quem será exigida informação pré-contratual mais exigente e garantias de que a venda é feita de forma informada.

Por este motivo, o Governo propõe que não sejam vendidos seguros em regime de mera execução, isto é, o cliente tem sempre de obter informação sobre a adequação do seguro ao seu perfil de investimento”, afirmou Ricardo Mourinho Félix.

O governante disse ainda que essa regra terá de ser cumprida independentemente do canal de venda do seguro, seja por venda direta ou através de um mediador de seguros.