O ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, Pedro Mota Soares, revelou esta sexta-feira que a verba destinada ao abono de família foi reforçada em oito milhões de euros, no Orçamento Retificativo para 2013.

«Estão lá mais oito milhões de euros neste Orçamento Retificativo, e a única coisa que acontece é que inscrevemos para 2014 uma verba em linha com aquilo que estava previsto para 2013, mas porque este ano houve efetivamente um reforço de oito milhões de euros no abono de família», disse Mota Soares.

O ministro falava perante os deputados das Comissões de Orçamento, Finanças e Administração Pública e de Segurança Social e Trabalho, onde a proposta de Orçamento do Estado está a ser discutido na generalidade.

O ministro anunciou ainda que, desde o início do ano e até ao fim do mês de setembro, 40 mil beneficiários pediram a reavaliação do abono de família.

Em matéria de verbas transferidas para as instituições sociais, o ministro adiantou haver uma execução de 98% da ação social e lembrou que o atual Governo pagou uma dívida de 5,7 milhões de euros de atrasos da responsabilidade do anterior Governo, socialista.